segunda-feira, fevereiro 19, 2007

O Carnaval de Lazarim

Lazarim é o nome de uma aldeia situada entre as serras de Montemuro e Leomil, junto ao vale do rio Varosa e a poucos quilómetros de Lamego, conserva ainda uma forma peculiar de festejar o Entrudo. A sua característica principal reside nas máscaras talhadas na madeira de amieiro pelos artesãos locais, os 'Caretos', que são utilizadas pelos seus habitantes. Durante os festejos, pelas ruas da aldeia são acesas fogueiras onde se cozinha a feijoada e a carne de porco que é distribuída a todos os presentes. O ponto alto da celebração passa-se na terça-feira, quando é feita a leitura dos testamentos, as 'Deixadas', e são queimados os 'Compadres'. Os testamentos são textos jocosos e irónicos escritos em verso, que pretendem criticar publicamente os solteiros da aldeia. O testamento do compadre é escrito e lido pelos rapazes e pretende criticar as raparigas. Por sua vez, o testamento da comadre é escrito e lido pelas raparigas e pretende criticar os rapazes. A todos eles são associadas partes da anatomia do burro e da burra, conforme o defeito que se queira apontar. No final, os dois bonecos de palha representando os compadres são queimados no meio de explosões e dos uivos dos caretos.

13 Comments:

At 9:26 da manhã, Blogger martim de gouveia e sousa said...

grande e tradicional carnaval! bjo.

 
At 10:00 da manhã, Blogger hfm said...

Todos os anos digo que hei-de lá ir, estupidamente, vou sempre adiando.

 
At 3:40 da tarde, Blogger mfc said...

Viva Susana
Obrigado por tudo.
Um beijo.

 
At 3:52 da tarde, Blogger veritas said...

Olá Susana:

Boa lembrança! Já tinha visto uma reportagem acerca do carnaval de Lazarim. Pelo menos algo autêntico, ainda, igual a si próprio.

Bjs. Boa semana.

 
At 8:16 da tarde, Blogger isabel mendes ferreira said...

o que eu desconheço deste país...:((((


tempo demais por outros....


e agora ?



gostei tanto de ler...






beijos querida Su.



obrigada.

 
At 11:14 da tarde, Blogger Afonso said...

É bom quando ainda se mantém as tradições. São uma forma de recordar o fascinante Portugal que nós temos. Com a nossa história única.

Boa semana

 
At 6:58 da tarde, Blogger PR said...

Li, aprendi, registei. Boa semana Susana, bjinho.

 
At 8:06 da tarde, Blogger Pé de Salsa said...

Apesar de pequeno, o nosso portugal é tão grande e rico em tradições...
Parece que algumas já estão a ser recuperadas. Entretanto, foram criados estrangeirismos que nada têm a ver connnosco e com o clima próprio desta época.
Gostei mesmo muito deste pequeno historial.
Um beijo e obrigada.

 
At 8:44 da tarde, Blogger Arauto da Ria said...

Carnaval não, entrudo sim, pois era assim que na terra dos meus pais se chamava, muito se modernisou.Mas felizmente ainda há terras que mantêm as tradições e outras estão a desenterrá-las.
È linda a cultura popular e muito bonito o seu apontamento.

 
At 9:24 da tarde, Blogger isabel mendes ferreira said...

só para dizer........








boa noite...:)


Su.

 
At 8:46 da tarde, Blogger Pedro Link said...

"Cabanas de Viriato, Carregal do Sal, brinca-se ao Carnaval ao som da valsa, que marca o ritmo da "Dança dos Cús". O verdadeiro nome da folia é "Dança Grande", mas os forasteiros mudaram-lhe o título, porque, "quando há variações de ritmo, as pessoas vão ao centro e chocam de rabo". A "tradição genuinamente nacional" sobrevive desde 1865 e prolonga-se este ano até terça-feira.

Chamem-lhe o que quiserem...
Carnaval,Entrudo mas... este tambem é genuinamente Português. Lá diz o velho ditado!

"O que é Nacional é bom"
Pedro Santos

 
At 12:29 da tarde, Anonymous Paula e Rui Lima said...

Olá!

se gostas de cinema ve visitar-nos em

www.paixoesedesejos.blogspot.com

todos os dias falamos de um filme diferente

Paula e Rui Lima

 
At 2:36 da tarde, Blogger Herlander Rui said...

Olá !
Descobri o seu blog durante uma pesquisa sobre Lazarim , belo Carnaval ! O meu blog ainda é 1 bebé mas se quiser faça-lhe uma visita , pois começa precisamente com fotos do Entrudo em Lazarim.
Cumprimentos
HR

 

Enviar um comentário

<< Home