segunda-feira, março 12, 2007

O Tom de Voz

E ele recitava
as mesmas palavras que
subjugavam meus sentimentos.


Aquelas,
cujas forças se fizeram
nos ecos dos meus julgamentos.

Ele recitava
em variações
de tom que tinham como domínio
a ideia.

As ideias, cujas imagens
se fizeram repercussões
em odisseia.

As suas declamações em tufões
eram torvelinhos de palavras,
turvando as minhas águas,
declarações de mim louca,
pela boca do meu bem.

Como incógnitas afins,
obscurecidas pelo tom de voz
que só ele tem.


Márcia Possar
11.03.07

7 Comments:

At 10:40 da manhã, Blogger PR said...

E assim começar a semana. Bem. Bjinho Susana,

 
At 10:42 da manhã, Blogger PR said...

Tudo bem???? Bom dia, Susana, bjinho.

 
At 4:10 da tarde, Blogger isabel mendes ferreira said...

a tua imagem....

como tom. de presença. sempre.


beijo Su.

 
At 8:15 da tarde, Blogger Opintas/Bernardo said...

Boa noite e um abraço amigo.

 
At 9:53 da tarde, Anonymous Júlia said...

muito bem, susana! ;-)

abraços
Júlia

 
At 11:51 da tarde, Blogger martim de gouveia e sousa said...

bom tom, por certo. bjo.

 
At 8:02 da tarde, Blogger isabel mendes ferreira said...

beijo.............

com voz baixa...


boa noite Su.

 

Enviar um comentário

<< Home