segunda-feira, outubro 30, 2006

Outubro finda

outubro finda nos telhados
já sem zinco atravessados
pelos fungos e pelas frases

escuto ainda o furtivo amor
e a esquiva luz pelas janelas

o segredo que me dizes
é um corredor branco sem memória.

Martim de Gouveia e Sousa
Ave-Azul

6 Comments:

At 11:26 da manhã, Blogger pintoribeiro said...

Olha o Martim...bom dia Susana, bjinho,

 
At 11:28 da manhã, Blogger hfm said...

Um dos mais belos poemas que li e já lho disse.

 
At 6:54 da tarde, Blogger mfc said...

"Outubro, o melhor dos meses...!", já dizia António Nobre.

 
At 8:28 da tarde, Anonymous Pé de Salsa said...

Nostálgico mas lindo. Aliás, como todos os poemas com que nos tem brindado. Dizem-nos muito sobre o estado de alma da autora deste espectacular blog.

Agradeço as visitas que são sempre agradáveis e interessantes.
Bjs

 
At 11:38 da tarde, Blogger veritas said...

Olá!

Outubro finda, mas outras esperanças e expectativas vêm com Novembro...e o aniversário da minha filhota mais nova é o que mais me enternece a alma...

Bjs e boa semana.

 
At 11:45 da tarde, Blogger AS said...

Os últimos murmúrios, os últimos segredos de Outono...


Um beijo...

 

Enviar um comentário

<< Home