sexta-feira, maio 18, 2007

Três grandes aveirenses no painel "Há Corrupção em Aveiro?"

Está já aí o dia 20 de Maio! O dia do 1º Congresso Distrital de Aveiro do PND

Vamos ter a participação de três grandes aveirenses no painel "Há Corrupção em Aveiro?". O moderador Ivan Silva, Director do Jornal Diário de Aveiro, e os oradores Prof. Doutor António Nogueira Leite, ex-Secretário de Estado do Tesouro e Finanças e Hermínio Loureiro, Presidente da Liga de Clubes.

E para acompanhar, muita alegria e bom humor político, que o nosso colega do PND o cartonista Pedro Afonso, nos vai ajudar a encontrar!

Na Associação Comercial de Aveiro, sita na Rua Conselheiro Luís Magalhães, nº 25 (junto à Biblioteca Municipal de Aveiro)

Programa

10h00 – Recepção de Congressistas.

10h15 – Abertura e nomeação de uma mesa ad-hoc, para condução dos trabalhos.

10h30 – Apresentação, discussão e votação das Moções de Estratégia, seguidas da eleição da Coordenação Distrital do PND e dos delegados ao Conselho Geral.

11h45 – Painel: “Rumo a 2009”.

Intervalo para Almoço

14h30 – Painel: “Há corrupção em Aveiro?”O moderador será Ivan Silva, Director do Jornal Diário de Aveiro, e os oradores Prof. Doutor António Nogueira Leite, ex-Secretário de Estado do Tesouro e Finanças e Hermínio Loureiro, Presidente da Liga de Clubes.

16h00 – Encerramento dos trabalhos pelo Presidente do Partido, Dr. Manuel Monteiro.

Agradecemos a vossa divulgação e a vossa presença!

3 Comments:

At 10:44 da tarde, Blogger Terra & Sal said...

Belo painel Amiga Susana. Começam bem, é assim mesmo
Deve dar e mostrar aos Aveirenses todas as informações que estiverem ao alcance do V/ partido, quanto mais souberem as pessoas, melhor.
A democracia, a verdadeira cidadania é isso mesmo, é sabermos cada vez mais…

O painel de convidados é óptimo e devem trazer temas à discussão que importam a todos, já que, todos sabemos que a corrupção alastra todos os dias, de norte a sul do país.

E também sabemos, que a nossa cidade, como todas as outras, não está ainda benzida contra isso. Ainda não conseguimos Bispo ou Papa, que o consiga.

O tema é pois interessantíssimo. Não devo passar por lá, não porque não gostasse, mas tenho afazer inadiável este fim-de-semana. Mas se fosse era bem capaz de introduzir alguns assuntos interessantes, para debate.

É que, eu penso, que a corrupção é um assunto muito lato.
Não se resume apenas em ter-se apanhado em flagrante um qualquer “meliante” que aceitou dinheiro para facilitar negócios, fraudulentos, e claro, a corrupção não se limita apenas e só, a negócios.

A corrupção instalada vai sendo cada vez mais sofisticada. Vêm-se negócios que, cumprindo a lei “rigorosamente” um rigor mesmo excessivo, se assim se pode chamar, levam “água no bico” pois, o prejuízo para a coisa pública, é demasiado desastrado, para vermos e pensarmos, que tudo está bem.

Penso que quando estão em causa os dinheiros públicos, o dinheiro dos nossos impostos, de todos nós, qualquer gestor da coisa pública, deve mostrar que foi até aos limites legais, para evitar pagar a exorbitância que um cidadão ou cidadãos comuns, mesmo ao abrigo da lei exigem, só porque sabe que o negócio é com uma câmara ou com o estado, entre outros.

Que raio, a moldura penal para um determinado criminoso, vai por exemplo de 10 a 25 anos…
Porque carga de água o desgraçado se lhe “calhar” os 25 anos, não há-de recorrer?
Será que o Juiz no recurso não encontrará uma atenuante qualquer, que lhe reduza a pena, nem que seja em quinze dias?

Então porque razão uma Câmara ou outro organismo qualquer, que movimente dinheiros públicos não procura os melhores resultados para os cidadãos, para os nossos dinheiros, para mais estando "munidos" de juristas que andam para lá, a estorvarem-se uns aos outros?

Sabemos que, a maioria dos gestores da coisa pública, está-se nas tintas a dar mais um milhão, menos um milhão para “arrumar” com o negócio, para eles, é igual ao litro.

Porque, claro, o dinheiro não é deles, nem da família deles, e até tem óptimas relações com a outra parte.

Daí, eu pensar que, há negócios no que diz respeito a autarquias e outras Instituições estatais que são tal como a corrupção multifacetados, e têm contornos sofisticados, e acima de tudo, estranhíssimos.

Um beijinho e bom trabalho

 
At 5:17 da tarde, Blogger Opintas/Bernardo Kolbl said...

Em Aveiro e no País.
Gostei do Manel em Lisboa.
Um bom fim de semana e um abraço

 
At 10:13 da tarde, Blogger isabel mendes ferreira said...

:))))))))))))))))))


...não acredito.



só em ti.




beijos querida Su.

 

Enviar um comentário

<< Home