quarta-feira, dezembro 28, 2005

Um Novo Ano, uma Nova Esperança

Todos sabemos não ser fácil a quem vive neste rectângulo à beira-mar plantado, acreditar em dias melhores. Mas ainda assim há que ter fé. «A Esperança é a última a morrer».

Neste findar de mais um ano, o panorama nacional é realmente desolador. Parece que em cada dia temos mais um alerta de que em Portugal algo de mau aumenta e algo de bom se vê diminuído. Aumenta o desemprego, aumentam os impostos, aumenta a inflação, aumenta a prostituição, aumenta a imigração, aumenta a emigração. Diminui a produção, diminui o PIB, diminuem a exportações, diminui a qualidade de vida, diminui o trabalho, diminui a alegria e pior ainda, diminui a esperança dos portugueses.

O país está esgotado. O povo está cansado e desacreditado. O sistema está falido. A justiça está de férias. A liberdade transformou-se em libertinagem. A democracia está doente.

Ainda assim, presenciamos mais uma campanha presidencial, que assenta na ilusão, na fantasia e na falta de valores e objectivos, que tão bem espelha a realidade do país e dos políticos que nos têm governado. Os portugueses têm a oportunidade em Janeiro próximo, de passar um cartão vermelho ao sistema. Espero sinceramente que o façam através do voto nas presidenciais. Como sabemos existem várias formas de o demonstrar e estou certa que os resultados eleitorais o hão-de provar.

Não podemos cruzar os braços e continuar apenas com lamentações. Não podemos esperar sentados que outros protestem por nós. É tempo de sair do conforto dos sofás e das pantufas e agir, antes que já não haja tempo!

Nós na NovaDemocracia, já não perdemos mais tempo, agimos. Temos uma petição entregue na Assembleia da República contra a OTA, a ser discutida no parlamento em Janeiro próximo. Temos “uma ideia de Portugal” publicada em livro, para quem quiser conhecer o que ambicionamos para o país. Defendemos a taxa única nos impostos. Temos propostas para a economia. Temos propostas renovadoras para o sistema. Continuaremos com o debate pelo “Não” a esta Constituição Europeia. Implantaremos durante o ano de 2006 a NovaDemocracia por todos os círculos eleitorais, para fazermos chegar a nossa ideologia de novos conservadores liberais e as nossas ideias a todos os portugueses.

É tempo de uma NovaDemocracia. É tempo de uma Nova Esperança para um Novo Ano. Mas é também tempo de lutar e trabalhar. Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta perde sempre. Só com luta, trabalho e convicção poderemos acreditar numa Nova Esperança que nos conforte a alma, a honra e a vida!
Para Democracia Liberal e Diário de Aveiro

4 Comments:

At 8:48 da manhã, Blogger Mendes Ferreira said...

uma nova alma....dava jeito...uma nova esperança ? também....uma outra vida?

sim.

b.e.e.i.j.o.

 
At 3:51 da tarde, Blogger Pinto Ribeiro said...

é. era bom, era...bjinho Susana.

 
At 2:56 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Best regards from NY! 1950 movie projectors acne in adult woman

 
At 3:19 da tarde, Anonymous Anónimo said...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it food safety kitchen inspectors in ri part time jobs philadelphia Itching allergy running Ge home alarm system Car alarm systems iv strong Snowflake special effect contact lenses Blood pressure symptom Cologne fragrance man most popular California divorce questions answers How long does nexium take to work Cooking in new orleans school 20 Digital printing laminates web

 

Enviar um comentário

<< Home